Gleisi: “Pesquisa confirma: o povo não é bobo”

0
43

Foto: Ricardo Stuckert

A pesquisa CUT/Vox Populi divulgada sexta-feira (2/3) mostra o que a Globo e os jornalões tentam esconder: a maioria do povo brasileiro tem consciência de que o ex-presidente Lula foi condenado sem provas, por juízes parciais, que atuaram politicamente. Mostra que, na opinião da maioria, Lula não deve ser preso e tem direito a disputar mais uma vez as eleições presidenciais.
Os números são eloquentes: 40% dizem que nada ficou provado contra Lula no caso do tríplex; 46% acham que Moro e outros juízes tratam Lula de maneira mais dura do que tratam Michel Temer e Aécio Neves; 49% afirmam que a condenação de Lula foi injusta, sem provas e que ele não deve ser preso; 56% dizem que o processo e a condenação de Lula foram decisões políticas e não um
processo judicial normal.
Não foi por acaso que a Globo e os jornalões censuraram a pesquisa CUT/Vox. A pesquisa desmente a narrativa de mentiras e de ódio a Lula e ao PT que vem sendo feita sistematicamente nos últimos anos. Mesmo sem ter tido acesso livre aos argumentos da defesa nos meios de comunicação, o povo, em sua sabedoria, percebeu a fragilidade das denúncias, a parcialidade do juiz Moro, a combinação de votos no TRF-4. Percebeu que seu maior líder, o candidato da esperança, é
vítima de uma perseguição política.
Há outro recado importante na pesquisa: 48% acham que Lula (e qualquer pessoa) só pode ser preso depois de recorrer aos tribunais superiores e não apenas com base na decisão de um tribunal de recursos, como é o TRF-4. A defesa de Lula levou esta questão ao Superior Tribunal de Justiça, que adiou para terça-feira a decisão sobre um habeas corpus neste sentido.
Mas não é apenas o caso de Lula que precisa ser decidido. O Superior Tribunal Federal está pronto para rever a controversa decisão que permitiu a prisão em segunda instância, contrariando a Constituição que garante a presunção de inocência até o trânsito definitivo da sentença. Esta é a decisão que o Brasil aguarda, e que não pode ser mais postergada.
A crise institucional que o Brasil vive exige decisões corajosas. Exige respeito à essência da democracia, muito além do cumprimento de formalidades vazias. E o respeito à essência da democracia só se dará pela realização de eleições livres, com a participação de todas as forças políticas, sem vetos artificiais e autoritários. A pesquisa mostrou: o povo não é bobo.
Gleisi Hoffmann é senadora (PT-PR) e presidenta nacional do PT

LEAVE A REPLY

Or
Please enter your comment!
Please enter your name here