Câmara aprova Projeto de Lei Programa Ponto de Economia Solidária, de Juliana Cardoso

0
906

A Câmara Municipal aprovou na terça-feira (12) o Projeto de Lei n
485/2016, de autoria do mandato da vereadora Juliana Cardoso e
que estabelece diretrizes para o Programa Ponto de Economia
Solidária, na cidade de São Paulo. Na rede pública municipal, o
programa estará vinculado aos Centros de Atenção Psicossocial
(CAPS), da Secretaria de Saúde.
A justificativa do projeto ressalta que devido ao preconceito, as
pessoas com sofrimento mental ou problemas decorrentes do uso
de substâncias psicoativas são excluídas de atividades típicas da
convivência em sociedade, principalmente do mercado trabalho,
gerando a elas grandes dificuldades de inserção social. Por isso, é
essencial a criação de espaços para a inclusão dessas pessoas.
Para a vereadora Juliana Cardoso a inclusão no mundo do trabalho
ainda é um grande obstáculo a ser superado por ser arraigada a
visão de que o transtorno mental e a dependência de substâncias
psicoativas tornam as pessoas incapacitadas ou perigosas para
atuar profissionalmente. “Assim, a independência desses indivíduos
torna-se mais difícil ainda de ser alcançada, comprometendo
também sua dignidade humana”, comentou a vereadora. Juliana
Cardoso.
Na região oeste da cidade funciona hoje o Ponto de Economia
Solidária do Butantã que reúne grupos voltados para geração de
renda. Eles ficavam nos CAPS Butantã e Lapa há pelo menos 10
anos. Mas os grupos atuavam de forma precária, compartilhando
espaços destinados ao tratamento e sem possibilidade de
expansão. Desde o ano passado o ponto está instalado no imóvel
reformado pela Prefeitura na Avenida Corifeu de Azevedo Marques,
nº 250.
Assessoria de Imprensa do Mandato Vereadora Juliana Cardoso

LEAVE A REPLY

Or
Please enter your comment!
Please enter your name here