Câmara de SP aprova privatização da Sabesp em primeira votação

0
1017
Image Processing20231130 5316 Fnutrt

Base de Nunes TRATORA São Paulo e desrespeita manifestantes e população

Nesta quarta-feira, 17/04, a Câmara Municipal de São Paulo aprovou em primeira votação a privatização da Sabesp na capital Paulista.

Em meio a manifestações contrárias à privatização, vereadores da base governista debocharam da população e dos movimentos sociais e em um dos momentos, o vereador bolsonarista Rubinho Nunes, presidente da comissão de Política Urbana, Metropolitana e Meio Ambiente, atacou verbalmente quem ocupava as galerias do Plenário 1° de Maio “Acho que tá faltando bala de borracha nessa galera”, ao falar sobre o coro democrático que ressoava do andar superior.

Ao portal UOL, o líder da bancada do Partido dos Trabalhadores, o vereador Senival Moura, comentou a preocupação da oposição “A falta de energia na cidade foi só o começo, já sabemos o que pode ocorrer. Nunes quer transformar a Sabesp na Enel da água”, ressaltou.

PT e PSOL tentaram adiar a votação

As bancadas do PT e PSOL protocolaram antes da sessão plenária uma ação popular com pedido de liminar para suspender a votação do Projeto de Lei que tenta privatizar da sabesp até a realização de todas as audiências públicas já convocadas.

Câmara de SP não respeitou o pacto selado no colégio de líderes

Vale destacar que no colégio de líderes da semana passada, o que foi pactuado entre os líderes partidários foi que o projeto tramitasse em todas as comissões e que não fosse avaliado às pressas no congresso de comissões, o que foi desrespeitado e surpreendeu a oposição e alguns parlamentares da base.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!