Casa de Portugal é homenageada com Salva de Prata

0
669

A Câmara Municipal homenageou com uma Salva de Prata a Casa de Portugal de São Paulo, na noite desta sexta-feira (4/12), em comemoração aos 80 anos da instituição. A solenidade foi uma iniciativa do vereador Paulo Fiorilo (PT).
Fundada no dia 13 de julho de 1935 por portugueses e luso-brasileiros, a entidade possui patrimônio histórico que ressalta e preserva a tradição e os valores culturais da comunidade portuguesa no Brasil.
Criada para ser uma instituição de apoio ao povo português, logo passou a ser considerada uma “Casa Mãe”, devido sua oferta de serviços assistenciais e sociais e atuação na defesa da língua local. Além disso, a Casa de Portugal de São Paulo é referência na área cultural.
Em sua sede, funcionam também o Conselho da Comunidade Luso-Brasileira do Estado de São Paulo, a Câmara Portuguesa de Comércio e a Provedoria da Comunidade Portuguesa, que se unem à Casa de Portugal na tarefa de evidenciar a presença portuguesa no Brasil e estreitar os laços históricos, culturais, comerciais e econômicos existentes entre os dois países.
“É uma das nossas associações mais emblemáticas e representativas, que tem um percurso histórico muito grande e um grande espaço de convívio da nossa comunidade com a sociedade brasileira culturalmente. Onde temos o maior orgulho”, destacou presidente do conselho da comunidade Luso-Brasileira do Estado de São Paulo, Antonio de Almeida e Silva.
Para o Cônsul Geral de Portugal em São Paulo, Paulo Jorge Lopes Lourenço, homenagear a Casa de Portugal por nestes 80 anos de história é uma honra. “Esta homenagem que a Câmara, em boa hora, decidiu fazer é para mim motivo de regozijo e de orgulho. A Casa de Portugal é uma de muitas casas e agremiações luso-brasileiras em São Paulo, mas é seguramente uma das mais importantes e para mim é um enorme privilégio estar aqui neste momento comemorativo”, afirmou.
A homenagem finalizou um ano de programação de aniversário da instituição que além da solenidade a noite, foi marcada também pela inauguração da nova biblioteca da Casa, que contará com 15 mil livros doados pelo professor titular de literatura portuguesa da USP, Massaud Moisés.
O vereador Paulo Fiorilo ressaltou a importância de reconhecer a instituição como grande contribuinte para a relação cultural na cidade. “É justa a homenagem para reconhecer a importância que tem esta Casa para a cidade e o para o Estado. Tanto no ponto de vista da referencia para os portugueses, mas também para os brasileiros. A homenagem vem neste momento da comemoração, mas também neste momento em que a biblioteca é acolhida e torna-se mais um espaço de cultura para cidade de São Paulo”, afirmou.
“Esta Salva de Prata aprovada pela Câmara tem uma grande representatividade não só para Casa de Portugal, mas para toda comunidade portuguesa. È o reconhecimento da cidade aos primeiros portugueses que desde a fundação da cidade contribuíram muito para esta maravilhosa São Paulo que temos hoje”, destacou o secretário municipal adjunto de Serviços e vice-presidente da Casa de Portugal, Renato Afonso Gonçalves.
“É um reconhecimento que representa muito para nós, e mais ainda, por termos a visita da Câmara a Casa através do vereador Fiorilo. E isso ficará gravado em nossa história como um momento muito importante de comemoração e uma honraria de grande valor’, afirmou o presidente da Casa de Portugal, Antonio dos Ramos.
fonte: CMSP

LEAVE A REPLY

Or
Please enter your comment!
Please enter your name here