Orçamento 2024: Bancada do PT vota contra cheque em branco

0
711

A Câmara Municipal de São Paulo aprovou nesta quinta-feira, 21/12, o texto substitutivo apresentado pela Comissão de Finanças e Orçamento da Câmara Municipal de São Paulo à LOA (Lei Orçamentária Anual) Projeto de Lei 578 /2023, de autoria do Executivo, que estima a receita e fixa a despesa do Município de São Paulo para o exercício de 2024. A bancada do PT registrou voto contrário ao texto aprovado em segunda e definitiva votação na Casa Legislativa.

O valor inicial encaminhado pelo Poder Executivo era de R$110,7 bilhões, cerca de 16% a mais que o orçamento de 2023, mas o novo substitutivo apresentado pelo relator elevou o valor para R$111,8 bilhões.

Durante o debate, o vereador Senival Moura, líder da bancada do PT, destacou que a proposta do Executivo é o maior cheque em branco da história do município “É necessário tirar o orçamento da ficção e trazer para a realidade”, pontuou Senival.

Durante a tramitação na Comissão de Finanças e Orçamento da Câmara, o vereador petista Jair Tatto, presidente do colegiado, registrou voto contrário ao 2º substitutivo ao PL e questionou a peça orçamentária apresentada “Estamos com o problema que está subestimando o orçamento, porque vem um valor e depois é executado um valor maior. Quando a gente olha a área da assistência, das Subprefeituras, elas vem com o orçamento baixo para depois se tornar um objeto de negociação do Executivo e esse é o meu questionamento”, enfatizou Tatto.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!