Petistas cobram medidas mais efetivas da Prefeitura de SP

2
505

O Comissão Executiva Municipal do Partido dos Trabalhadores de São Paulo aprovou nesta segunda-feira, 30, o texto de um documento, endereçado ao Prefeito Bruno Covas, sugerindo medidas a serem adotadas pela Prefeitura durante o período de emergência sanitária em decorrência da pandemia de Coronavírus. Trata-se da adaptação e atualização dos sete pontos formulados pelo partido logo no início da crise, em sintonia com a discussão anunciada pelo Diretório Nacional.

O documento, encaminhado por e-mail ao Prefeito Bruno Covas (PSDB), foi subscrito pelo presidente do PT São Paulo, Laércio Ribeiro, e pelo Vereador Alfredinho, que na condição de Líder da Bancada tem assento na Executiva municipal do partido.

Os petistas demonstram preocupação sobre os efeitos da quarentena – fundamental para evitar a disseminação do vírus – na vida de pessoas mais vulneráveis que vivem em São Paulo, epicentro da pandemia no Brasil. O presidente do PT explica que o objetivo é  “cobrar o [Bruno] Covas naquilo que achamos fundamental nesse momento. Estão fazendo inúmeras coletivas, mas os casos só estão aumentando e sem diagnóstico. Cemitérios lotados, hospitais com profissionais sem proteção e lotados, mais de 14 mil testes parados, crianças sem aula e sem alimentação adequada, nada de transferência de renda”.

O dirigente reiterou apoio às medidas de isolamento social, mas afirmou serem insuficientes diante do cenário atual. “Não basta dois mil leitos emergenciais sem os diagnósticos adequados e uma reserva de profissionais. Covas e Doria não responderam a nada disso. Apenas estão garantindo o isolamento, o que é uma obrigação, mas outros passos precisam ser dados para que as pessoas se convençam a não sair de casa em busca do mínimo para sobreviver”, protestou Ribeiro.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) tem reforçado que, durante a quarentena, os países devem oferecer ajuda aos mais pobres junto com as medidas de isolamento. “Pessoas sem fonte de renda regular ou sem qualquer reserva financeira merecem políticas sociais que garantam a dignidade e permitam que elas cumpram as medidas de saúde pública para a Covid-19 recomendadas pelas autoridades nacionais de saúde e pela OMS”, escreveu no Twitter Tedros Adhanom Ghebreyesus, Diretor-Geral da OMS.

A declaração ocorreu após o Presidente Jair Bolsonaro tentar manipular as declarações do chefe da agência especializada em saúde da Organização das Nações Unidas (ONU), na tentativa de justificar sua política de morte, criticando o isolamento social.

SOBRE O DOCUMENTO

Veja o que constou na carta dos petistas ao Prefeito:

1. Implantar a Renda Básica de Emergência, via CadÚnico;

2. Instituir o cartão alimentação para famílias de baixa renda com criança na escola;

3. Isentar o IPTU de pequenas empresas de comércio e serviços;

4. Ampliar os recursos da Assistência Social, Bolsa Aluguel e Serviços de Saúde específicos para a População em Situação de Rua;

5. Distribuir gratuitamente botijão de gás para famílias de baixa renda e fiscalizar e autuar os locais que estão vendendo gás com preços abusivos;

6. Suspender a imediata cobrança das contas de água e luz para as famílias de baixa renda;

7. Aumentar o número de locais para exames; de leitos devidamente equipados para tratamento; de medicamentos, insumos específicos para o tratamento do coronavírus e Equipamentos de Proteção Individual (EPIs);

8. Realizar testagem em massa;

9. Transparência na divulgação dos dados, em tempo real e via site, redes sociais, boletins e outros meios de comunicação, sobre os casos suspeitos, confirmados e óbitos na cidade de São Paulo, por região;

10. Apresentar um plano de emergência para a construção de Hospitais de Campanha nas regiões periféricas de São Paulo;

11. Convocar todos os profissionais de saúde aprovados em concursos públicos do município;

12. Adotar versão municipal do Programa Mais Médicos.

2 COMMENTS

  1. E o Hospital Sorocabana que não abriu ainda? Está tudo certo, ao menos o Secretário Municipal da Saúde nos falou aqui na Vila Anglo que já estava tudo encaminhado, E o governo construindo novos hospitais de emergência?

LEAVE A REPLY

Or
Please enter your comment!
Please enter your name here