PL propõe dia em memória dos trabalhadores vítimas da Covid-19

0
309
Juraci Augusta da Silva, de 70 anos, aparece ao lado do enfermeiro Idalgo Moura dos Santos, ambos trabalhadores da Saúde que faleceram vítimas de Covid-19 | Foto: Reprodução - G1 / TV Globo

A Bancada do PT apresentou o Projeto de Lei (PL) 298/2020, para criar o dia em Memória dos Trabalhadores que faleceram durante o combate ao coronavírus na cidade de São Paulo. A data sugerida pelo parlamentar é o dia 27 de março, quando faleceu a auxiliar de enfermagem do Hospital Municipal Dr. Cármino Caricchio – Tatuapé, Juraci Augusta da Silva, de 72 anos.

“Mesmo sendo do grupo de risco ela continuou exercendo sua profissão para salvar vidas”, escreveu o líder da Bancada do PT, vereador Alfredinho. A falta de equipamentos de proteção individual (EPIs) para que os trabalhadores e as trabalhadoras da saúde exerçam plenamente sua função.

“A Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo optou pela estratégia de minimizar a situação, depois alegou que eram falsas as alegações de falta de EPIs. O resultado não poderia ser pior, 3.903 servidores afastados, 935 contaminados com Covid-19 e 28 mortos até 4 de maio”, explica o texto do petista.

Desde que teve início a pandemia, o Sindicato dos Trabalhadores na Administração Pública e Autarquias do Município de São Paulo (Sindsep) tem denunciado as péssimas condições de trabalho da categoria. Na época foi divulgada uma nota sobre as dificuldades de quem está na linha de frente desta luta: “Os trabalhadores da saúde pública municipal de São Paulo querem condições dignas e seguras de trabalho para salvarem vidas e voltarem para suas casas sem o risco de adoecer suas famílias”, afirma a carta pública do Sindicato.

O Projeto de Lei 298/2020 na íntegra pode ser acessado aqui.

Para manter viva a memória dos trabalhadores foi criada um página de homenagem, acesse por aqui.

O Projeto da Bancada do PT menciona o nome dos servidores da saúde que faleceram de Covid-19 no exercício da profissão (atualizada até 3 de maio).

Rede Municipal

Carlos Antônio dos Reis, auxiliar de enfermagem do Atendimento Médico Ambulatorial / Unidade Básica de Saúde – AMA/UBS Vila Palmeiras e também trabalhava no Hospital Geral de Taipas (estadual);

Paulo José da Silva, 51 anos, assistente de gestão de políticas públicas (AGPP) do Hospital Municipal do Campo Limpo;

Ester Solomovici, 69 anos, auxiliar de enfermagem do Hospital Municipal Doutor Arthur Ribeiro de Saboya;

Elismar Almeida Amador, médico ortopedista e traumatologista no Hospital Municipal Tide Setúbal;

Rubens da Costa, administrativo da Unidade Básica de Saúde (UBS) Jardim Macedônia. Funcionário contratado pela Organização Social de Saúde (OSS) Cejam, que tem contrato de gestão com a Prefeitura de São Paulo;

Frederic Jota Silva Lima, 33 anos, médico da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) 26 de Agosto, em Itaquera. Profissional contratado pela Organização Social de Saúde (OSS) APS Santa Marcelina;

Maria da Glória da Silva Souza, 35 anos, técnica de enfermagem no Hospital Municipal Cidade Tiradentes, hospital administrado pela Organização Social de Saúde (OSS) Santa Marcelina;

José Antônio da Boa Morte, 62 anos, auxiliar e técnico de enfermagem em uma empresa de ambulâncias que presta serviço de saúde para a Prefeitura de São Paulo;

Juraci Augusta da Silva, 72 anos, auxiliar de enfermagem no Hospital Municipal Carmino Caricchio, no Tatuapé;

Idalgo Moura dos Santos, 45 anos, enfermeiro no Hospital Municipal Carmino Caricchio, no Tatuapé,. Profissional contratado pela Organização Social de Saúde (OSS) SPDM;

Eduardo Gomes da Silva, 48 anos, auxiliar de enfermagem no Hospital Municipal Tide Setúbal, em São Miguel Paulista. Profissional contratado pela Organização Social de Saúde (OSS) SPDM;

José Alves Galdino da Silva, 38 anos, vigilante no Hospital Municipal Dr. Benedicto Montenegro, no Jardim Iva, Zona Leste. Trabalhador de empresa terceirizada;

Paulo Fernando Moreira Palazzo, 56 anos, médico clínico no Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU);

Marceliane Maciel, 53 anos, trabalhava na Unidade Básica de Saúde (UBS) Sacomã. A unidade é gerenciada pela Organização Social de Saúde (OSS) SPDM;

Luzanira Odílio, 61 anos, auxiliar de enfermagem do Hospital Municipal do Campo Limpo – Fernando Mauro Pires da Rocha;

Maria Elisa Reis de Oliveira, 66 anos, auxiliar de enfermagem que trabalhava na Unidade Básica de Saúde (UBS) Jardim Peri. A UBS é gerenciada pela Organização Social de Saúde (OS) Associação Saúde da Família;

Angela Maria Salomão, 64 anos, Agente Comunitária de Saúde na Unidade Básica de Saúde (UBS) Jardim Guairacá;

Jaime Takeo Matsumoto, médico ortopedista no Hospital Municipal Tide Setúbal, em São Miguel Paulista;

Adelia Maria Araujo de Almeida Oliveira, 62 anos, médica pediatra no Hospital Municipal Infantil Menino Jesus, na Bela Vista;

Maria Santos, 59 anos, auxiliar de enfermagem no Hospital Municipal Dr. José Soares Hungria e no Hospital Estadual do Mandaqui;

Samuel Modesto Gariroba, controlador de acesso da Assistência Médica Ambulatorial/Unidade Básica de Saúde Integrada Chácara Cruzeiro do Sul “Zelia L. M. Doro”;

Suzana Aparecida Vital, médica da Unidade Básica de Saúde Vila Esperança “Dr. Cássio Bittencourt Filho”.

Rede Estadual

Roseli Lúcia de Oliveira, 64 anos, auxiliar de enfermagem no Hospital Estadual Heliópolis;

Paulo Gonçalves, 56 anos, médico cirurgião do Hospital Estadual Geral de São Mateus,

Elisangela Ferreira, técnica de farmácia no Ambulatório Médico de Especialidades (AME) Maria Zélia, Belenzinho, unidade é gerenciada pela Organização Social de Saúde (OSS) SPDM;

Carlos Rogério de Carvalho, 38 anos, técnico de enfermagem no Hospital Estadual do Mandaqui;

Patrícia Almeida, 45 anos, administrativo na recepção do Hospital Geral de Guaianases;

Ione, enfermeira no Hospital Geral de Taipas.

LEAVE A REPLY

Or
Please enter your comment!
Please enter your name here