Alfredinho denúncia violência contra vereadora Juliana

0
883

O vereador Alfredinho, Líder da Bancada de Vereadores do PT, usou a tribuna na tarde desta quarta-feira (5) para denunciar mais uma situação de violência por parte do senhor Lourivaldo Delfino, conhecido como “Vampiro”, contra a vereadora Juliana Cardoso (PT).

Leia abaixo o pronunciamento do petista:

Senhor presidente,

No dia de hoje, após a reunião ordinária da Comissão de Saúde, mais uma vez o cidadão autointitulado de vampiro, que todos nesta casa já conhecem pelos ataques agressivos e recorrentes a diversos vereadores, agrediu a vereadora Juliana Cardoso, do PT.

A vereadora Juliana Cardoso, combativa e atuante, já acionou seu agressor judicialmente | Foto: Campanha de Mulher

As palavras que ele usou para ataca-la fogem completamente dos limites da democracia. É uma violência gratuita com um discurso de ódio que se aprofunda quando ele se refere a vereadora Juliana e a outras vereadoras mulheres desta Casa.
Se contra os vereadores homens as ofensas são caluniosas, contra as mulheres as ofensas são sexistas e misóginas.

Temos nesta Casa apenas 11 vereadoras dentre 55 cadeiras e reconhecemos os desafios que estão impostos pra superar as desigualdades de gênero que dificultam a participação política das mulheres. É por isso que este tipo de situação não pode ser admitida.

Os ataques deste senhor à vereadora Juliana se estendem à sua família, já que ele invadiu as redes sociais da filha adolescente da nossa vereadora, assim como dos amigos dela, para difama-la e constrange-la. Ao ser acionado judicialmente pela vereadora Juliana, sua resposta foi gravar um vídeo fazendo insinuações de violência sexual.

Nós do Partido dos Trabalhadores fazemos a defesa intransigente da democracia e do direito de todas e todos atuarem nesta Casa, acompanharem os trabalhos dos vereadores e denunciarem qualquer situação que considerem necessárias. Mas a democracia pressupõe respeito.

Por isso, senhor presidente e demais vereadores desta Casa, gostaria de solicitar que fossem tomadas as providências para impedir que este senhor conhecido como vampiro entre no prédio da Câmara e demais espaços em que estiverem ocorrendo atividades do Poder Legislativo Municipal.

Também peço apoio para que a procuradoria da Casa aponte as medidas judiciais que poderão ser acionadas para proteção da vereadora Juliana e às demais vereadoras e vereadores que se sentirem agredidos por este senhor.

O machismo mata todos os dias milhares de mulheres. Não podemos ser conivente com este tipo de conduta. Muito obrigado!

Após a intervenção do vereador Alfredinho, o presidente da Câmara, vereador Eduardo Tuma (PSDB) solidarizou-se com a vereadora Juliana Cardoso e determinou a proibição da entrada de Lourivaldo na Câmara.

LEAVE A REPLY

Or
Please enter your comment!
Please enter your name here