Antonio Donato critica Reforma da Previdência de Covas e pede apoio à greve geral

0
1415

Em dezembro de 2018, o governo Bruno Covas aprovou na Câmara Municipal um verdadeiro ataque ao serviço público da cidade de São Paulo. “Sob o pretexto de resolver as contas da Previdência Municipal, confiscou R$ 340 milhões dos servidores públicos”, lembra o líder da Bancada de Vereadores do PT de São PauloAntonio Donato Madormo.

Contra esse ataque ao funcionalismo, servidoras e servidores municipais se mobilizam e iniciam, na próxima segunda-feira, 04 de fevereiro, uma grande greve geral contra o confisco salarial e em defesa da Previdência e do serviço público de qualidade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!