Antonio Donato critica Reforma da Previdência de Covas e pede apoio à greve geral

0
97

Em dezembro de 2018, o governo Bruno Covas aprovou na Câmara Municipal um verdadeiro ataque ao serviço público da cidade de São Paulo. “Sob o pretexto de resolver as contas da Previdência Municipal, confiscou R$ 340 milhões dos servidores públicos”, lembra o líder da Bancada de Vereadores do PT de São PauloAntonio Donato Madormo.

Contra esse ataque ao funcionalismo, servidoras e servidores municipais se mobilizam e iniciam, na próxima segunda-feira, 04 de fevereiro, uma grande greve geral contra o confisco salarial e em defesa da Previdência e do serviço público de qualidade.

LEAVE A REPLY

Or
Please enter your comment!
Please enter your name here