Contra cheque em branco para a Prefeitura, PT vota NÃO à LDO

0
568

A Câmara Municipal de São Paulo aprovou nesta terça-feira, 20/06, o Projeto de Lei 192/2023, de autoria do Executivo, que dispõe sobre as diretrizes orçamentárias para o exercício de 2024. Na oportunidade, a bancada do PT registrou voto contrário ao texto aprovado em primeira votação na Casa Legislativa.

A LDO define as prioridades da Administração Pública, estabelece metas fiscais e aponta riscos que podem afetar as contas públicas do município. A proposta da municipalidade estima que o orçamento da Prefeitura de São Paulo para o ano que vem, incluindo a arrecadação e os gastos, atingirá o valor de R$ 107,3 bilhões, alta de 12% em relação ao orçamento deste ano.

Durante o debate, o vereador Jair Tatto (PT), presidente da Comissão de Finanças e Orçamento, destacou pontos alarmantes, por exemplo, a margem de remanejamento. Atualmente, a Câmara Municipal limita as alterações em 10%, mas, na prática, existem sequenciais exceções, tornando o limite praticamente inexistente.

Considerando todos os créditos adicionais, a prefeitura ultrapassou a incrível marca de 41% de remanejamento, ou seja, o valor correspondente a 41,74% do orçamento foi alterado sem qualquer participação da sociedade e do legislativo.

A falta de debate com os munícipes e decisões isoladas de Nunes e seu secretariado culminam em um desmonte de políticas públicas e uma gestão precária de recursos da cidade. 

Com caixa robusto, Nunes quer pegar empréstimo bilionário 

Tatto questionou a real necessidade de aquisição de empréstimos de R$ 5,2 bilhões, sendo que existe um caixa extraordinário na Prefeitura de São Paulo.

“A prefeitura não tem mais dívida com a união, tem R$37 bilhões em caixa. Eu pergunto: Por que precisa ter uma linha de crédito de R$5 bilhões para a Prefeitura adquirir empréstimo?”, ponderou o vereador.  

Tramitação às pressas

O petista também destacou que os projetos seguem tramitando na Câmara em regime de urgência e que a LDO não foi uma exceção, reduzindo drasticamente o tempo de avaliação dos projetos que impactam tão profundamente o município e sociedade paulistana.

Confira imagens da Sessão Plenária:

Foto: Yuri Salvador / Rede Câmara
Foto: Yuri Salvador / Rede Câmara

Foto: Yuri Salvador / Rede Câmara

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!