Caos nas ciclofaixas: Bancada do PT questiona Prefeitura de SP

0
256
Protesto de funcionários que operam ciclofaixa de lazer, domingo (16), na avenida Paulista, em São Paulo; trabalhadores alegam atraso nos pagamentos e empresa responsável pelo serviço foi suspensa pela prefeitura Protesto de funcionários que operam ciclofaixa de lazer, domingo (16), na avenida Paulista, em São Paulo; trabalhadores alegam atraso nos pagamentos e empresa responsável pelo serviço foi suspensa pela prefeitura - Fernanda Mena - 16.out.22/Folhapress

Após a paralização na operação das ciclofaixas de lazer no último domingo, 16/10, a bancada do PT protocolou um requerimento nesta quarta-feira, 19/10, para questionar os últimos acontecimentos.

Confira o documento na íntegra AQUI.

O caos começou após a Agência Coranda TV e Publicidade Eirelli assumir a administração das ciclofaixas do município em agosto de 2022. Em protestos, diversos funcionários denunciaram o atraso no pagamento dos salários.

Em declaração à imprensa, um dos funcionários afirmou que os trabalhadores fizeram o primeiro protesto no feriado do dia 12 de outubro, mas que a agência empresa não pagou a totalidade dos salários de boa parte dos 800 funcionários, o que culminou no segundo proposto no último domingo, 16/10.

No documento, vereador Senival Moura, líder da bancada, destaca a importância da correta operacionalização das ações de organização do fluxo de bicicletas, cidadãos e carros nas datas estabelecidas, de forma ininterrupta e segura.

Os serviços prestados pela administradora são para um lote único que engloba os 9 locais abaixo:

  • Paulista / Jabaquara (18.616 metros)
  • Paulista / Centro (16.204 metros)
  • Jabaquara / Pq. Ibirapuera (10.252 metros)
  • Pq. Ibirapuera / Pq. do Povo (7.902 metros)
  • Pq do Povo / Pq. Villa Lobos (15.018 metros)
  • Pq. Ibirapuera / Sumaré (8.542 metros)
  • Zona Oeste / Pq do Povo (10.174 metros)
  • Zona Norte (8.316 metros)
  • Zona Leste (19.104 metros)

MUDANÇA DE OPERADORA

No mês de julho/2022, a antiga patrocinadora das ciclofaixas, a empresa de aplicativos Uber, optou por não renovar o contrato com a Prefeitura de São Paulo. Em agosto/2022, a empresa de TV e publicidade Coranda substituiu o patrocinador anterior para administrar os 114.128 metros de ciclofaixa até fevereiro/2023.

LEAVE A REPLY

Or
Please enter your comment!
Please enter your name here