Emenda do PT para anistiar moradias populares é aprovada

0
981
Foto: Rede Brasil Atual

A Câmara aprovou nesta quarta-feira, 2, em primeira votação, o Projeto de Lei (PL) n° 513/2019, que trata da reconfiguração de alinhamentos e de planos viários de áreas situadas nos Distritos do Limão e do Belém, de modo a possibilitar regularizações fundiárias nesta reunião. A matéria foi aprovada nos termos do substitutivo das Comissões Reunidas, para incluir em sua redação uma proposta da Bancada do PT para anistiar e isentar as dívidas de tributos municipais relativas a empreendimentos de Habitação de Interesse Popular (HIS).

O texto também prevê alterações na Lei Municipal n° 13.860/2004, que discorre sobre urbanização do território da Favela Sampaio Corrêa, com a implantação de empreendimento habitacional denominado “Lidiane 3”, localizada na Casa Verde, Distrito do Limão. A modificação proposta, em trecho de aproximadamente 70 metros junto à área da cabeceira nordeste da Ponte Júlio de Mesquita Neto, permitirá a regularização fundiária do empreendimento, que atualmente ocupa parte da alça inicialmente prevista. A Secretaria Municipal de Infraestrutura Urbana e Obras (SIURB) readequou o desenho da alça direcional no sentido Marginal (Avenida Domingos Marchetti), que agora poderá ser realizada sem prejudicar o empreendimento.

Outra alteração aprovada foi na Lei Municipal n° 16.541/2016, sobre de Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) assinado em 07 de dezembro de 2018 por Prefeitura, COHAB e Igreja Universal perante à Promotoria de Justiça de Habitação e Urbanismo do Ministério Público Estadual, visando a alteração parcial de alinhamentos viários para o subsetor Arco Tietê. A alteração possibilitará a abertura de novas vias de ligação necessárias ao atendimento das exigências de destinação de área construída para a implantação de habitações de interesse social, relativas a licenciamento de empreendimento em ZEIS, na Subprefeitura da Moóca.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!