Líderes discutem pauta do 2º semestre; PT quer CPI da Cidade Limpa

0
965

FOTO: Fábio Jr/CMSP

Com o fim do recesso parlamentar, o Colégio de Líderes da Câmara Municipal de São Paulo se reuniu na manhã desta terça-feira, 1°/8, para discutir a pauta que será trabalhada pelos parlamentares nas próximas semanas. No Parlamento paulistano, as Sessões Ordinárias são realizadas às terças, quartas e quintas-feiras, sempre às 15h.
Ficou pactuado entre os representantes das Bancadas que nesta primeira semana, de 1° a 9 de outubro, serão realizados apenas o Pequeno e o Grande Expedientes, que são os momentos regimentais de utilização da tribuna para intervenção dos vereadores. No Pequeno Expediente os oradores falam por cinco minutos, sem a possibilidade de aparte, ou seja, outro vereador não pode interromper o colega que estiver com a palavra, mesmo com consentimento; no Grande Expediente, os oradores utilizam a tribuna por 15 minutos, com a possibilidade de autorizar apartes a outros vereadores.
Na segunda semana, de 8 a 10 de agosto, há o indicativo de que sejam apreciados e deliberados projetos de lei de autoria dos vereadores em primeira votação. Para que sejam aprovados, os PLs devem passar por duas votações antes de ir para a deliberação do Poder Executivo, que pode sancionar (transformar em Lei) ou vetar a propositura.
Os Líderes também iniciaram as tratativas para buscar o entendimento sobre qual a Comissão Parlamentar de Inquérito será instalada, já que o regimento determina que ao menos dois e no máximo cinco destes colegiados estejam em concomitante funcionamento na Casa.
O vereador Antonio Donato, Líder da Bancada do PT, manifestou sua posição para que a escolha da CPI seja construída coletivamente, indicando o interesse dos petistas em aprovar o requerimento de autoria do vereador Eduardo Tuma (PSDB, RDP n° 33/2017), protocolado com a finalidade de investigar “os indícios de irregularidades na exposição de publicidade na Capital e o eventual descumprimento deliberado, por funcionário público, da Lei Cidade Limpa mediante pagamento de propina” (conforme denúncia da Rádio CBN).
Atualmente há três Comissões de Inquérito em funcionamento na Câmara: a CPI da Dívida Ativa Tributária, a CPI da Condição de Vulnerabilidade das Mulheres e a CPI Feira da Madrugada; a CPI da Política de Migração foi encerrada um pouco antes do recesso parlamentar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!