Prefeitura veta passe livre para cursinhos populares

0
54

O Prefeito Bruno Covas vetou integralmente no dia de hoje (13) o projeto que previa a concessão de passe livre para os estudantes de cursinhos populares na cidade.

O Projeto de Lei 508/2016, de autoria dos vereadores Antonio Donato, Eduardo Suplicy, Juliana Cardoso, Reis e outros, que previa o passe-livre para os estudantes de cursinhos comunitários pré-vestibular nos serviços de transporte coletivo do Município, fora aprovado em segunda votação no último dia 16 de novembro na Câmara Municipal.

Os cursinhos populares e comunitários abarcados pelo projeto eram aqueles que preparam estudantes de baixa renda para o ENEM e outros vestibulares. As aulas são gratuitas e os professores, na maioria dos casos, voluntários. Os cursinhos são, em geral, ligados a universidades, entidades estudantis ou associações de moradores.

De acordo com levantamento elaborado pela Frente de Cursinhos Populares de São Paulo, a cidade conta hoje com pouco mais de cem cursinhos populares com aproximadamente 15 mil alunos. Estudo elaborado com estes números, conforme modelo de cálculo proposto pela SPTrans, apontou que o impacto orçamentário estaria na faixa de R$ 11 milhões. O montante representa menos de 1% do orçamento da Secretaria de Transportes. Segundo a organização, o custo de transporte é hoje a principal causa de evasão nos cursinhos.

A Frente de Cursinhos Populares vinha promovendo uma série de atividades visando pressionar o Prefeito a sancionar o projeto. Foram atos públicos, aulas abertas e até uma visita ao hospital em se encontra o Prefeito.

LEAVE A REPLY

Or
Please enter your comment!
Please enter your name here