Alunos offline: Tablets prometidos pela Prefeitura chegam sem chip e são esquecidos

0
300

Na última segunda-feira, 19/07, o UOL publicou uma reportagem apontando que parte dos tablets distribuídos pela prefeitura de São Paulo às escolas municipais estão guardados, sem nenhum uso.

Dos 465 mil tablets prometidos, apenas 200 mil foram entregues, mas boa parte está estocada nas unidades da rede de ensino por falta de chips para conexão. Enquanto isso, as famílias de baixa renda e da periferia da cidade continuam sofrendo com a falta dos equipamentos e com acesso à internet precário, dependendo do suporte do município para acompanhar as aulas e manter o aprendizado em dia. 

De acordo com a Secretaria Municipal de Educação, são cerca de 100 mil crianças matriculadas na rede municipal de ensino da cidade de São Paulo com dificuldade de acesso à internet.

A iniciativa possibilitaria que os alunos pudessem acompanhar as aulas virtuais na segurança de seus lares, mas a entrega dos equipamentos, que estava prevista para o início do ano letivo, está muito longe de garantir o acesso pleno de alunos e alunas da rede.

Contratação

O contrato de R$ 437 milhões foi assinado em novembro de 2020 com a empresa Multilaser e o edital para fornecer chips para acesso à internet foi fechado em janeiro com a Claro, no valor de R$ 111,7 milhões, e com a Oi, no valor de R$ 13,9 milhões. 

LEAVE A REPLY

Or
Please enter your comment!
Please enter your name here