Nota conjunta do PT e PSOL sobre a revisão do Plano Diretor na CMSP

0
761

As Bancadas de Vereadores e Vereadoras do PT e do PSOL, por meio desta nota conjunta,
manifestam seu repúdio à tentativa do prefeito Bruno Covas de acelerar o processo de revisão do Plano Diretor Estratégico neste catastrófico contexto da pandemia na cidade, bem como tentar a aprovação ou alteração de Operações Urbanas e Planos de Intervenção Urbana.

O Plano Diretor Estratégico é uma legislação de suma importância social, porque define o
ordenamento de todo o território, as diretrizes dos diversos zoneamentos, usos e ocupações do solo, diagnostica e determina as áreas para onde devem ser destinados investimentos públicos na cidade. Não por acaso, é uma lei que pressupõe um complexo e rígido sistema de participação popular, conquista histórica da luta dos movimentos sociais urbanos desde a redemocratização.

O Prefeito Bruno Covas, cuja campanha eleitoral do ano passado foi financiada notoriamente por grupos de investimento imobiliário¹, formou um comitê de gestão para acompanhar o processo de revisão do PDE composto – escandalosamente – apenas por representações destes mesmos grupos.

O governo municipal quer colocar em marcha um cronograma do processo de revisão
enquanto centenas de cidadãos paulistanos perdem suas vidas diariamente pela COVID-19,
enquanto a calamidade social está longe de ser atenuada e atividades presenciais com
presença de público são inviáveis.

Passar a revisão do PDE neste contexto só revela que o governo considera apenas os
empresários do setor imobiliário como destinatários das transformações urbanas, só atua a
serviço de seus interesses lucrativos.

Para garantir mudanças no sentido de tornar a cidade mais justa e mais inclusiva, a
participação popular em audiências, reuniões e oficinas ao vivo é condição essencial. Em
2014, mais de 80 atividades de encontro presencial ocorreram para capacitação, diagnóstico e formulação de propostas para a lei hoje em vigor. Não há qualquer preocupação do governo em discutir com os especialistas, entidades e movimentos sobre como viabilizar a continuidade desse método democrático para a revisão prevista.

O Secretário Municipal de Licenciamento e Urbanismo, Cesar Angel Boffa de Azevedo, veio
nesta terça-feira (13) à Câmara Municipal para apresentar a proposta de cronograma de
debate e aprovação destas matérias. Com isso, o prefeito Bruno Covas segue ignorando as
condições drásticas pelas quais a cidade atravessa com pandemia, o que deveria ser a
preocupação permanente e concentrada de todas as autoridades públicas, e despreza o
espírito de debates históricos que configuraram o papel do Plano Diretor: a participação viva e ativa de todos os cidadãos na decisão dos rumos da cidade.

Diante disso, nos somamos às diversas iniciativas da sociedade organizada e não
mediremos esforços exigindo o adiamento do processo de revisão do Plano Diretor, de
Operações Urbanas e Planos de Intervenção Urbana, enquanto durar a situação de
calamidade pública pela pandemia.

São Paulo, 13 de abril de 2021

Bancada de Vereadores e Vereadoras do PSOL
Bancada de Vereadores e Vereadora do PT

Fontes: ¹ Dados a respeito podem ser verificados em: Mercado imobiliário patrocina Covas às vésperas de SP rever
regras do setor. Disponível em: https://www1.folha.uol.com.br/poder/2020/11/mercado-imobiliariopatrocina-covas-as-vesperas-de-sp-rever-regras-do-setor.shtml.
Doações não, investimentos: Bruno Covas, eleições e construção civil. Disponível em:
https://diplomatique.org.br/doacoes-nao-investimentos-bruno-covas-eleicoes-e-construcao-civil/.
Covas é patrocinado pelo mercado imobiliário: setor vai rever regras em 2021. Disponível em:
https://ultimosegundo.ig.com.br/politica/2020-11-09/covas-e-patrocinado-pelo-mercado-imobiliario-setorvai-rever-regras-em-2021.html

Confira o arquivo:

LEAVE A REPLY

Or
Please enter your comment!
Please enter your name here