Câmara de SP aprova criação de CPI da Prevent Senior

0
258
Créditos: André Moura/CMSP

Durante a Sessão Plenária realizada nesta quinta-feira, 30/09, os vereadores e vereadoras aprovaram a abertura da Comissão Parlamentar de Inquérito da Prevent Senior na cidade de São Paulo.

O requerimento para a abertura da CPI foi apresentado pelo vereador petista Antonio Donato, que assumirá a presidência. 

Com forte atuação em São Paulo, a operadora de saúde Prevent Senior já enfrenta investigação na CPI da Pandemia no Senado. Durante o depoimento do diretor-executivo da empresa, Pedro Benedito Batista Junior, constatou-se que a operadora alterou o prontuário de pacientes com Covid para excluir o diagnóstico dos registros e administrou medicações sem comprovações contra a doença.

A nova CPI será a quarta na Câmara Municipal de São Paulo, já que existem três em andamento: CPI dos Animais, CPI dos Aplicativos e CPI da Violência Contra as Pessoas Trans e Travestis. As CPIs podem durar 120 dias e podem ser prorrogadas até duas vezes por igual período.

“Ela presta informações dos óbitos ao serviço funerário municipal. Se houve fraude nas causas desses óbitos, impacta nas estatísticas da cidade de São Paulo. Ela está em prédios que têm que ser vistoriados pelo Poder Público municipal. Então, nada mais justo que a gente possa investigar isso”, destaca Donato ao agradecer o apoio dos vereadores e vereadoras para aprovação da CPI no município.

Projetos aprovados

Ainda na Sessão Plenária, os vereadores aprovaram 11 projetos de diversos autores, entre eles, 10 Projetos de Lei em primeira votação e um Projeto de Decreto Legislativo em votação única. Confira qual iniciativa assinada por um vereador petista avançou na Casa Legislativa:

PL 651/2019 – De autoria do vereador Alessandro Guedes (PT) e coautor – Dispõe sobre o funcionamento das feiras livres no município de São Paulo.

LEAVE A REPLY

Or
Please enter your comment!
Please enter your name here