PT questiona TCM sobre a restrição imposta pela PMSP no acesso ao Sistema de Processo Eletrônico

0
777

O município despencou 59 posições no ranking da transparência divulgado em 2021 pela CGU (Controladoria Geral da União).

Na última sexta-feira, 13/08, a bancada do Partido dos Trabalhadores da Câmara Municipal de São Paulo ingressou com uma representação ao TCM (Tribunal de Contas do Município) questionando se a legislação de transparência está sendo cumprida, já que a Prefeitura de São Paulo restringiu o acesso ao Sistema de Processos Eletrônicos. 

Confira a representação na íntegra AQUI.

No início de agosto, a Folha de São Paulo divulgou uma reportagem que aponta a queda do município no ranking da segunda edição da Escala Brasil Transparente – Avaliação 360º, divulgado em 2021 pela CGU (Controladoria Geral da União). A restrição ao sistema preocupou imensamente os parlamentares do PT pelo fato de contrariar os princípios de acesso aos dados públicos, acompanhamento e controle da sociedade paulistana. 

O documento encaminhado sugere a promoção de um procedimento de fiscalização para avaliar se a Prefeitura vem cumprindo a legislação da divulgação dos dados e informações nos meios corretos, de maneira ampla, direta e apropriada, garantindo o exercício da fiscalização e controle social.

A bancada também ressalta a importância da imediata restauração do acesso ao sistema de consultas públicas aos processos administrativos da PMSP e apuração das responsabilidades por eventuais descumprimentos à legislação pertinente. 

É possível consultar na legislação específica (Lei nº 12.527/2011) que não é de direito do Administrador Público a indisponibilização do acesso a informações aos munícipes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!