Caixa da cidade de São Paulo é maior que o orçamento de 13 governos estaduais

0
7014
disponibilidade em caixa prefeitura de São Paulo

A Bancada de vereadores do PT vem denunciando o enorme volume de recursos em caixa da cidade de São Paulo. Covas possui R$ 18 bilhões em caixa, é muito recurso em caixa, mas ainda encontramos aqueles que tentam minimizar estes valores.

Pra ter dimensão desse volume podemos comparar com a execução do orçamento do Governo do Estado Maranhão, em 2019 executou R$ 15,6 bilhões (todas as despesas, inclusive o pagamento de um dos maiores pisos salariais aos profissionais do magistério), mas para não ficar apenas nos governos do nordeste temos o Governo do Espírito Santo, que executou R$ 16,7 bilhões no ano passado. Caso o caixa da prefeitura fosse um ente independente, seria o 18º maior orçamento do país, a frente de 13 governos estaduais.
orçamentos dos estadosMas mesmo assim ainda encontramos defensores do caixa parado de Covas, pra tentar elucidar a questão comparamos os valores em caixa dos 5 maiores orçamentos do país.

O orçamento da cidade de São Paulo é o quinto maior do país, em 2019 arrecadou R$ 60,1 bilhões e em junho de 2020  registrou em caixa R$ 18,1 bilhões, ou seja, Covas possui em caixa o equivalente a 30,2% dos recursos arrecadados no ano anterior. Este percentual é quase 3 vezes superior ao registrado pelo Estado de São Paulo (13%) e fica mais nítido ainda quando comparado aos demais entes, o Estado de Minas possui apenas R$ 1,6 bilhão e o governos estaduais do Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul registram déficits de R$ 3,5 bilhões e R$ 6,2 bilhões, respectivamente.

O caixa da Prefeitura de São Paulo cresceu nos últimos anos decorrente de uma arrecadação crescente sem contrapartida na prestação de serviços públicos, com a diminuição da aplicação de recursos em áreas prioritárias, como Saúde e Educação. A pandemia de coronavírus não alterou o volume de recursos em caixa, o patamar de junho é semelhante ao de abril, e superior ao de fevereiro deste ano. Isto, devido ao crescimento de 9,2% da arrecadação de janeiro a julho de 2020  em relação ao mesmo período do ano passado. Todos os indicadores de receita são favoráveis ao município, e por causa da pandemia a Câmara Municipal autorizou a utilização dos recursos vinculados para o combate da pandemia, não há qualquer respaldo econômico e financeiro que justifique a inação do prefeito Covas na adoção de políticas de auxílio direto à população paulistana.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!