Câmara de SP aprova Lei das Antenas em segunda votação

0
1093
Foto: RAFAEL NEDDERMEYER/FOTOS PÚBLICAS

Nesta terça-feira, 14/12, a Câmara Municipal de São Paulo aprovou em segunda e definitiva votação o Projeto de Lei 347/2021, de autoria do Executivo. A iniciativa é conhecida como “Lei das Antenas” e prevê a instalação de equipamentos de telecomunicações, buscando a ampliação do sinal de telefonia móvel e de internet no município.

Durante o debate, a bancada do Partido dos Trabalhadores ressaltou a importância de garantir o acesso dos cidadãos e cidadãs da periferia da cidade de São Paulo ao sinal de internet e telefonia. 

Os vereadores petistas encaminharam voto favorável ao substitutivo do governo, já que os avanços da matéria incluem pontos destacados pelo PT durante todo o debate, englobando os distritos como unidades prioritárias.   

O líder da bancada do PT, o vereador Eduardo Suplicy, reconheceu a melhoria no projeto e afirmou que conta com o compromisso do presidente da Câmara, o vereador Milton Leite (DEM), e do líder do governo, o vereador Fabio Riva (PSDB), para que o projeto possa favorecer verdadeiramente as áreas mais carentes e as pessoas mais pobres do município.       

As regiões prioritárias definidas no substitutivo levam em consideração questões ligadas ao setores de educação e saúde do município, por exemplo, o acesso de alunos da rede municipal de ensino às aulas virtuais e o acompanhamento de prontuários eletrônicos nos postos de saúde.

Confira quais bairros são mencionados no substitutivo como prioritários: 

Zona Sul: Jardim São Luís, Pedreira, Cidade Dutra, Jardim Ângela, Grajaú, Parelheiros, Marsilac, Santo Amaro e Socorro.

Zona Norte: Anhanguera, Perus, Jaraguá, Pirituba, Brasilândia, Cachoerinha, Mandaqui e Tremembé.

Zona Leste: Jardim Helena, Lageado, Guaianases, José Bonifácio, Parque do Carmo, Cidade Tiradentes, Iguatemi, São Rafael, Sapopemba, Itaquera e Ermelino Matarazzo.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!