PT propõe o funcionamento dos 12 novos CEUs, mas Câmara aprova a criação de 15 cargos comissionados para a Secretaria Municipal da Educação

0
743

A Câmara Municipal de São Paulo aprovou em segunda e definitiva votação na madrugada de sábado, 17/07, o PL 444/2021, de autoria do Executivo, que autoriza a criação de 15 cargos comissionados para a Secretaria Municipal da Educação.

A matéria prevê a criação de cinco cargos de subsecretários, com remuneração prevista de R$ 13.056,09 e dez cargos para assessores de gestão da educação, com vencimento no valor de R$ 10.444,87 de livre provimento. 

Além das altas remunerações previstas, os cargos não possuem nenhum vínculo com a área da Educação e com atribuições funcionais dos servidores já qualificados na própria Secretaria de Educação, como o próprio Secretário, Coordenadores de Projetos, Supervisores e Dirigentes Regionais.

Durante o debate do PL, a bancada do PT foi contrária à criação dos cargos e propôs a efetivação do pleno funcionamento dos 12 novos CEUs (Centros Educacionais Unificados) da cidade, que estão aguardando encaminhamentos da Prefeitura de São Paulo para o pleno exercício de suas atividades desde o ano de 2020. A iniciativa do Partido dos Trabalhadores tem o intuito de garantir o cumprimento da função social de atendimento a centenas de bebês, crianças e jovens que aguardam uma vaga nos Centro de Educação Infantil – CEIs e Escola Municipal de Educação Infantil – EMEis.

“Apresentamos o substitutivo para que possam criar cargos de maneira concursada e fazer bem funcionar os CEUs que foram construídos, mas ainda não estão funcionando”, pontua o vereador Eduardo Suplicy, o líder do PT na Câmara.

↳ Leia mais:

Com voto contrário da Bancada do PT, Câmara aprova a criação de 15 cargos para a Secretaria Municipal da Educação

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!